16 fevereiro, 2007

Stevie Ray Vaughan

Stephen Ray Vaughan nasceu em Dallas, no Texas no dia 3 de Outubro de 1954 e é conhecido como um dos mais influentes músicos da história. Ele é freqüentemente referido por suas iniciais, SRV.
Stevie começou a tocar guitarra desde cedo inspirado pelo irmão mais velho Jimmie Vaughan. Aos 17 anos abandonou a escola para se dedicar exclusivamente a música, com a banda Cobras. Em 1975 formou a banda Triple Threat com o vocalista Lou Ann Barton, o baixista Jackie Newhouse e o baterista Chris Layton. Com Stevie Ray Vaughan assumindo os vocais, a banda assumiu o nome Double Trouble, inspirado em uma canção de Otis Rush.
Em 1982 a banda Double Trouble tocou em no Jazz Festival de Montreaux, onde também se apresentava David Bowie, que logo os convidou a participar do seu próximo álbum (Let's Dance) e ganhando em troca acesso ao estúdio para gravação de algumas músicas da banda que virariam o seu primeiro álbum, "Texas Flood", lançado em 1983. O álbum foi aclamado por críticos de blues e rock. Os álbuns que se seguiriam, "Couldn't Stand the Weather" (de 1984) e "Soul to Soul" (de 1985) seriam sucessos absolutos de público e crítica.
O vício em drogas e o alcoolismo levaram Vaughan a ter um colapso durante sua turnê em 1986. Passou por um processo de reabilitação na Georgia um ano mais tarde. Após seu retorno, Vaughan gravou "In Step" (1989), outro disco aclamado pela crítica que ganhou um Grammy como melhor gravação de blues.
A carreira de Vaughan foi tragicamente interrompida quando, na manhã do dia 27 de agosto de 1990, ele morreu em um acidente de helicóptero próximo a East Troy, Wisconsin. Stevie seguia para para uma apresentação no Alpine Valley Music Theater, onde na tarde anterior se apresentara junto com Robert Cray, Buddy Guy, Eric Clapton e seu irmão mais velho Jimmie Vaughan. Foi Eric Clapton quem cedeu seu lugar no helicóptero para Stevie. Ele está enterrado no Laurel Land Memorial Park,em Dallas, no Texas.
Pouco tempo antes de sua morte ele havia gravado o álbum "Family Style" junto com seu irmão Jimmie Vaughan, que foi lançado alguns meses após a sua morte. Em 1991 foi lançado seu álbum póstumo "The Sky is Crying", contendo sobras de estúdio escolhidas por Jimmie Vaughan. Mais tarde foi lançado o álbum ao vivo "In the Beginning", contendo uma gravação ao vivo da banda Double Trouble em 1980.
O estilo de Vaughan tocar blues era fortemente influenciado por Albert King, que se auto-proclamou "padrinho" de Stevie, e por outros músicos de blues como Otis Rush e Buddy Guy. Stevie é reconhecido por seu som de guitarra característico, que vinha principalmente do uso de cordas de guitarra espessas, pesadas, calibre .013. O som e o estilo de Vaughan tocar, que freqüentemente mescla partes de guitarra solo com guitarra rítmica, também traz freqüentes comparações com Jimi Hendrix. Vaughan gravou várias canções de Hendrix em seus álbums de estúdio e ao vivo, como "Little Wing", "Voodoo Chile (Slight Return)" e "Third Stone from the Sun". Ele também era fortemente influenciado por Freddie King, outro grande músico texano, pricipalmente pelo tom e ataque. O pesado vibrato de King pode ser claramente ouvido no estilo de Vaughan. Outra influência no estilo foi Albert Collins. Sua técnica da mão direita, usando o dedo indicador, foi extensamente utilizada por SRV, batendo na cordas contra o braço da guitarra.


A "Number One"



A mais famosa guitarra de SRV, (batizada por ele de Number One) e também a mais querida por ele, viveu um amor "sofrido" em suas mãos. Foi pisada, arranhada, surrada e jogada ao chão por Stevie infinitas vezes. Segundo depoimento dele próprio, era o seu amor porque era a única que se mantinha afinada depois de sofrer seus "abusos". Ele disse ainda que foi um caso de amor à primeira vista. "Ela estava olhando insistentemente pra mim, enquanto eu a admirava, hipnotizado...Eu a comprei sem nem ter tocado nela antes.", disse Stevie em uma entrevista.
Era uma Fender Stratocaster pré-CBS (da época antes da venda da fender para a Columbia), de 1963, de cor "sunburst", originalmente com o escudo branco. Stevie trocou o escudo por um preto, trocou a ponte original por um trêmolo para canhotos, trocou os trastes por maiores, de forma a se adequar a seu estilo intenso e agressivo de dar bends. A "Number One" era constantemente reformada, em virtude de seus constantes "mau-tratos" sofridos. Chegou, inclusive, a ter o braço remendado após um show onde parte do palco desmoronou e um holofote de iluminação caiu sobre ela, partindo seu braço em dois. Alguns dizem que seu braço foi substituído por um de uma Strato de 1959, mas recentemente foi constatado pela própria Fender que ainda era o braço original, com uma restauração muito bem feita, talvez pelo luthier de Vaughan, René Martinez.
Aliás, a Fender recentemente "clonou" a Number One em uma tiragem de apenas 100 exemplares, a um preço absurdo, para colecionadores. O irmão de Stevie, Jimmy Vaughan (Ex-The Fabulous Thunderbirds), herdeiro da Number One, disponibilizou a guitarra para que a fender observasse, anotasse e tirasse fotos de cada detalhe, a fim de reproduzir de forma perfeita uma das guitarras mais famosas da história do blues.



Mp3 Downloads:

Stevie Ray Vaughan - The Slow Blues







Stevie Ray Vaughan - 1986 - Live Alive!








Stevie Ray Vaughan - The Sky Is Crying








Vaughan Brothers - 1990 - Family Style










Stevie Ray Vaughan - Texas Flood





Eternamente grato ao: 360Grauss





Stevie Ray Vaughan - Texas Flood
O que dizer desse cara? Clipe com 9:34 min. de pura viagem. Eu fico fascinado vendo ele tocar. Ele mói a guitarra, debulha as cordas. Posso ser hostilizado por essa declaração, mas na minha humilde opinião ele não ficava devendo em nada pro Jimi Hendrix. Assista e confira!



Stevie Ray Vaughan - Pride & Joy
Outra de minhas músicas favoritas, que entra naquela lista de músicas capaz de animar qualquer dia ruim. Meu parceiro de blues Big Zoo Novaes curte esse som pacas.




Stevie Ray Vaughan - Voodoo Chile
Versão de Stevie para o clássico de Jimi Hendrix. Como sempre, ele frita a guitarra. Show gravado no El Mocambo em 1983.





Stevie Ray Vaughan - Little Wing
Vídeo bem legal que mostra diversas imagens da vida de Stevie e suas principais influências, como T-Bone Walker, Albert King e Son House. E de maneira sutil, faz uma comparação com Hendrix, sua principal influência.





Stevie Ray Vaughan and Jeff Healey - Look at Little Sister
Estava procurando por essa música pra postar aqui e encontrei essa versão em que ele toca junto com esse tal Jeff Healey. Nunca tinha ouvido falar desse cara, mas me impressionou demais. Ele toca guitarra de uma maneira que eu nunca tinha visto, como se fosse um piano! Ele é cego desde que tinha um ano de idade. E além de tocar com Stevie também já dividiu o palco com B. B. King. Num é fraco não...

6 comentários:

Caminador disse...

Hola Gracias por pasar por Negro coo un blues. Me gusta mucho tu blog y ya estoy agregando tu link.
Un abrazo

PD: Grande SRV!!!!!!!!

Anônimo disse...

What is the password for the zip Otis_Rush-Door_to_Door_With_Albert_King(1990).zip?

Little Thin Jones disse...

Sorry.

The pass is:

360grauss.blogspot.com

Anônimo disse...

vlww irmao
muito obrigado
adorei teus posts


grand abraçOoOo

Lais disse...

Incrível,Simplesmente incrível
ninguém nunca foi e nunca será como
Stevie ...Ninguém colocou tanto
Ódio,amor,força,técnica,alma,ao mesmo tempo em uma musica ...Se pode-se descreve Stevie em uma única palavra seria:
Insuperável!!!!

bebe disse...

Adorei!! :)

eterno Vaughan s2