18 maio, 2007

Robert Johnson na encruzilhada

O seriado americano "Sobrenatural" (Supernatural), fez um episódio em sua segunda temporada chamado "Crossroad Blues", que fala de pessoas que fizeram pacto com o diabo (capeta, demônio, cão, como queiram). Nesse episódio, eles mostram Robert Johnson numa encruzilhada fazendo seu pacto. Esse é o primeiro vídeo. A segunda parte mostra quando o diabo vem pegar sua parte do acordo.
O vídeo ficou muito bem feito e o episódio é bem interessante. Se tiverem oportunidade, assistam.










Recebi um comentário anônimo nesse post indicando um link no You Tube. É de um vídeo feito para Robert Johnson. O interessante é a música, que parece um blues do sertão (se é que existe isso), muito bem tocado com violão e gaita. E a letra, cantada em português, é muito bem escrita também. Confira.

9 comentários:

Anônimo disse...

De uma visita neste link
http://www.youtube.com/watch?v=-RNGZMh3TDQ

Little Thin Jones disse...

Obrigado pela dica anônimo. Já acrescentei ao post.

Maria Carmen disse...

Lindo!
De quem será?
Alguem sabe como baixar?

Little Thin Jones disse...

Olá Maria Carmem. Estou tentando descobrir quem canta essa música. Assim que descobrir eu posto aqui.
E para saber como baixar vídeos do You Tube, acesse:

http://www.portalcab.com/faq/youtube.php

Obrigado pela visita.

Anônimo disse...

o cara q canta parece ser "oliveira de panelas",um repentista .

Renata Braga disse...

Cada dia melhor!! :-))

Mauro disse...

Saludos, algo de blues de Argentina.

Lucas "Spider" disse...

cara esse Blues sertanejo da historio do grande Robert Johnson eh mto loka!!!

Anônimo disse...

Com referência ao episódio de Supernatural, há vários erros na história de Robert Johnson. Primeiro, Robert Johnson morreu em 1926. O episódio começa mostrando a data de 1930, como data do pacto com o diabo. Johnson fez esse pacto por volta da década de 1910.
Segundo, Robert Johson não morreu daquela maneira e sim envenenado por um marido ciumento que lhe oferecu uma garrafa de whisky batizada. O gaitista Sonny Boy Williamson estava presente no momento da morte de Robert Johson e relatou o fato em uma entrevista nos anos 60.