16 junho, 2009

3 versões - Sweet Home Chicago

Uma música, três versões diferentes. "Sweet Home Chicago" foi composta por Robert Johnson, baseada na música "Kokomo Blues" de Scrapper Blackwell.
Essa canção foi regravada tantas vezes que eu faria facilmente uma seção "20 versões" ao invés de três.

A primeira versão é de Johnny Shines, que conheceu e excursionou com Robert Johnson entre 1935 e 1937. Somente violão e voz, o Delta blues em sua essência.




Aqui Corey Harris e Keb' Mo' fazem um belíssimo dueto, com Corey tocando em um violão Dobro e solando com slide.




Buddy Guy, com seus incríveis bends de guitarra faz a versão Chicago blues, em uma apresentação gravada em Houston, no Texas.



E fica a pergunta: Qual a sua versão favorita?

7 comentários:

Anônimo disse...

Buddy Guy is an awesome performer. He is going to be performing in Atlanta at Chastain Park Amphitheater on June 24 with Jonny Lang. I am definitely going!

Thiago Zucarini disse...

Impossível classificar. Ambas as interpretações são perfeitas e bastante singular, o que acho massa no blues, a singularidade!

Fernando Rodrigues disse...

OK! Gostei das 03 versões! Como disse o Thiago acima, cada uma tem sua singularidade e por este motivo não são comparáveis e sim incomparáveis!

abraços.

Little Thin Jones disse...

É isso. Eu também gosto muito das 3 versões, mas acho que gosto um pouquinho mais da versão do Keb' Mo'.

Anônimo disse...

já favoritei o seu blog.

depois de brigar com a mulher a primeira.

pra beber com os amigos a segunda.

é perigoso, mas pra dirigir a terceira.

long live.

ski

Custódio disse...

E ai galera blueseira... Concordo com todos os posts anteriores... Porém, existe uma versão que considero a melhor. É do dvd Sessions for Robert J do Eric Clapton acompanhado do maravilhoso e saudoso Billy Preston, que na minha opiniâo é ao lado do Jon Lord os dois melhores Hammondistas da história... Pena que não achei no youtube pra postar aqui. Abraço

Luiz disse...

Corey Harris DESTRÓI. O cara é um rastaman do Mississipi.

Keb Mo dispensa comentários. Voz perfeita no blues.